Qualidade de vida, estado nutricional e risco de complicações metabólicas associadas à obesidade, em adultos e idosos

Imagem em miniatura
Data
2018-09-18
Autores
Martinez, Bibiana Bünecker
Título do periódico
ISSN
Título do Volume
Editor
Resumo
A longevidade e o envelhecimento têm aumentado no Brasil e, tendo em vista as melhores condições de saúde, o desafio da população, vem sendo viver mais, com maior qualidade de vida (QV) e de forma mais saudável. Este estudo objetiva avaliar a QV de idosos e adultos e relacioná-la ao estado nutricional, renda, gênero e circunferência da cintura de adultos e idosos. Trata-se de um estudo transversal com 256 adultos e 720 idosos, de ambos os sexos, socialmente ativos, residentes em municípios do interior do Rio Grande do Sul, Brasil. Para avaliação da QV utilizou-se o questionário WHOQOL BREF e um questionário socioeconômico. O Índice de Massa Corporal (IMC) foi classificado conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS) para adultos e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) para idosos. A circunferência da cintura foi classificada conforme os parâmetros estabelecidos pela OMS. Os resultados demonstram que a QV média é de 72,0 (DP 8,5) e os melhores escores são do domínio social. 40,5% dos indivíduos possuem sobrepeso e obesidade. A maioria, 51,9% não apresentaram risco de desenvolvimento de complicações metabólicas associadas à obesidade.
Descrição
Palavras-chave
Qualidade de vida, adulto, idoso, estado nutricional e renda
Citação
MARTINEZ, Bibiana Bünecker. Qualidade de vida, estado nutricional e risco de complicações metabólicas associadas à obesidade, em adultos e idosos. 2018. Artigo (Graduação) – Curso de Nutrição, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 27 jun. 2018. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/2278.
Coleções